terça-feira, 9 de janeiro de 2018


Que os deuses todos me conservem, até à hora em que cesse este meu aspecto de mim, a noção clara e solar da realidade externa, o instinto da minha inimportância, o conforto de ser pequeno e de poder pensar em ser feliz.

Bernardo Soares, Livro de Desassossego
















10 comentários:

  1. Magníficas escolhas, foto e texto.
    Bom fim de semana, querida amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo pensamento.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  3. Lindo trecho desse belo livro! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  4. Que lindo tudo aqui.
    Grata por compartilhar.
    Feliz domingo.
    Aguardo você no Espelhando.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  5. Linda postagem, venho agradecer a visita ao meu poema. :))

    Hoje:- A chave...numa insana desorientação.
    .
    Bjos
    Um óptimo Domingo.

    ResponderExcluir
  6. Belas escolhas, minha amiga! Imagem e texto em consonância, num grito de pura verdade! Boa semana, Arco-Íris; fica bem!

    ResponderExcluir
  7. https://www.youtube.com/watch?v=r73ANL4ecnE

    Ouça, sou eu falando para você, preste bem atenção na letra, por favor. Você sabe.
    M.

    ResponderExcluir